Mais de 400 operações de transporte promovem mais economia e produtividade com o Prolog

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Evite esses 7 erros que acontecem pela calibragem de pneus incorreta

O que acontece quando a pressão dos pneus está baixa? E quando ela está alta? Conheça esses problemas e qual o papel da calibragem de pneus.
como cuidar dos pneus da frota?

Rodar com a calibragem de pneus fora do recomendado pode gerar consequências sérias nos veículos da sua frota.

Embora seja uma tarefa rotineira, você sabe, realmente, qual é a maneira correta de realizar a calibragem de pneus? A utilização da pressão correta é necessária para evitar danos em componentes do veículo e garantir a estabilidade do veículo na estrada.

Para entender a importância da calibragem ideal, é preciso conhecer os riscos de desleixar-se no controle de pneus.

Calibragem de pneus incorreta: pressão alta e baixa

Qualquer variação na pressão pode afetar o comportamento do veículo, seja acima ou abaixo do recomendado. Isso lembra que devemos mencionar também: o número de libras ideal está indicado no manual do proprietário do veículo.

As libras mudam de acordo com o modelo do veículo, tipo de pneu, peso da máquina, e assim por diante. Por isso, não confie apenas na sua experiência e conhecimento, sempre verifique o manual.

Riscos da calibragem baixa

Aquaplanagem

Primeiro, você sabe o que é isso? A aquaplanagem é quando o veículo desliza ou flutua sobre a água e “perde” o contato com o solo. Isso apenas acontece devido à baixa pressão dos pneus.

A princípio, a calibragem abaixo do recomendado aumenta o contato do pneu com o solo. Contudo, ao passar por uma pista molhada ou com poças, o pneu acaba não tendo tanta força para “afundar” e manter o contato com o chão. Dessa forma, podendo causar o deslizamento do veículo.

O motorista fica vulnerável e sem controle sobre o veículo por um descuido tão fácil de resolver.

E-BOOK
GESTÃO DE PNEUS

Economia e produtividade com a gestão de pneus.

Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Danos por impacto

Os pneus ficam mais baixos e “moles” com a pressão baixa e isso acarreta em maior impacto quando passam por buracos e irregularidades nas rodovias.

Não é apenas prejudicial aos pneus, mas ao veículo como um todo. Cada choque irá mexer com a máquina inteira e pode levar a quebra ou deslocamento de peças.

Detalonamento

Esse é o nome dado quando o pneu sai (ou desencaixa) da roda com o veículo em movimento. Este é um problema mais raro, mas sabe quando ele acontece?

Quando a calibragem está baixa!

Principalmente em estradas com curvas muito fechadas e quando há excesso de peso no veículo.

Maior consumo de combustível

Com os pneus murchos, o veículo precisa fazer mais força para rodar e as consequências disso são o aumento no desempenho do motor e desgaste precoce dos pneus.

Além disso, o consumo de combustível será bem superior ao que seria caso a calibragem estivesse correta.

Aumento de desgaste dos pneus

Com a calibragem baixa, os pneus aumentam a área de contato com o solo, correto? E eles também ficam mais “moles”, menos resistentes. Assim, os pneus sofrem mais danos nas viagens, o que ocasiona o aumento de desgaste da superfície.

Por consequência, diminui a durabilidade dos pneus.

Riscos da calibragem excessiva

Perda de estabilidade

A pressão alta faz o contrário da baixa, ela diminui a área de contato do pneu com o solo. Dessa forma,  prejudica o equilíbrio do veículo, o que é perigoso principalmente em curvas

Outro resultado da pressão alta é que o pneu fica mais rígido e acaba “quicando” mais, podendo danificar outros componentes do veículo.

Frenagem ruim

Para frear o veículo, é preciso parar a rotação dos pneus. Ou seja, o sistema de freios está diretamente conectado aos pneus.

Quando a pressão deles está acima do que deveria, existe uma redução da eficiência do sistema de freio.

Dicas para calibrar corretamente

A melhor dica que nós podemos dar, na verdade já foi dada anteriormente: consultar o manual do proprietário e seguir as recomendações do fabricante.

Também recomenda-se que seja realizada a calibragem a cada 7 dias, mas esse tempo varia de acordo com o uso e condições. 

Uma terceira dica importantíssima é calibrar com os pneus frios. Isso ajuda a manter a pressão ideal correta e por mais tempo.

Software para transportadora: gestão de pneus

Além dessas orientações, você também pode usar um software para transportadora que auxilia no controle de pneus. Se você escolher a solução do Prolog, você recebe um kit de aferição eletrônico.

Com ele, você vai seguir um cronograma e realizar esse processo de aferição para descobrir tanto a pressão do pneu quanto a profundidade dos sulcos. Assim, evitando o desgaste excessivo, prolongando a vida do pneu e aumentando a economia da frota.

Confira mais sobre esse sistema para Gestão de Pneus.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.