Mais de 500 operações de transporte promovem mais economia e produtividade com o Prolog

Sabia que o conteúdo do Prolog também está em vídeo? Confira nosso canal no YouTube

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

5 falhas mecânicas mais comuns e como evitá-las

Para prolongar a vida útil dos caminhões da sua frota, você precisa de uma solução que evite as falhas mecânicas mais comuns e preserve as peças de danos.
Entenda (e evite) as principais falhas mecânicas da frota.

As falhas mecânicas estão entre os problemas mais graves de um veículo. 

Elas foram responsáveis por uma média de 3.748 acidentes em 2020, segundo o último Atlas de Acidentalidade no Transporte Brasileiro, desenvolvido pela Volvo.

Conhecer quais são as falhas mais comuns e formas de evitá-las é o primeiro passo para reduzir os acidentes. Aliás, você sabia que manter o veículo com as revisões em dia faz parte das recomendações da Polícia Rodoviária Federal?

Pois é!

Respeitar as manutenções traz mais segurança às estradas, além de prolongar a vida útil das peças do caminhão e reduzir a chance de danos maiores surgirem no veículo. Dessa forma, é muito mais econômico para os negócios.

Vamos agora conhecer:

Quais são os tipos de falhas mecânicas mais comuns?

Freios

As pastilhas dos freios desgastam com muita frequência, aumentando o tempo de resposta da frenagem. Isto é, o veículo demora mais tempo para frear.

Normalmente, é fácil de identificar esse problema. Quando precisam ser substituídas, elas fazem um barulho de ranger ou raspar.

KIT
Cheklist: Modelos + Manual

Comece a aplicar o checklist agora em sua operação

Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Outros sinais consistem no pedal afundar muito lentamente, estar muito macio ou com sensação de “esponjoso”.

O veículo também puxa para as laterais quando os travões são usados.

Pneus

Os pneus sofrem com desgaste e falhas por muitos motivos. Dentre eles, danos externos de exposição a diferentes temperaturas, peso das cargas, tempo de uso, subidas e descidas que aumentam o esforço e temperatura dos pneus, entre outros.

Os ativos precisam de revisão constante com o aferimento da profundidade dos sulcos e pressão dos pneus. Além de observar possíveis problemas na banda de rodagem que indiquem a necessidade do recape ou substituição total, como ressecamento ou bolhas na superfície.

Limpadores para-brisa

Você sabia que os limpadores precisam ser trocados por novos, em média, a cada seis meses?

Eles são os principais responsáveis pela visão do motorista diante de climas chuvosos e devem apresentar um bom estado para limpar os vidros com eficiência.

Caso estejam defeituosos, com rasgos na borracha, por exemplo, você pode estar correndo riscos desnecessários quando as condições climáticas são desfavoráveis. 

Dentre as falhas mecânicas, essa é a mais simples de ser resolvida, então não há desculpas razoáveis para deixar de fazer essa verificação.

Lanternas de cabeça

Conhecidas também como “luzes de cabeça”, são os projetores de luz do caminhão, que servem para garantir a visibilidade das estradas durante à noite, dias nublados e chuvosos.

As lâmpadas costumam estragar com frequência, pois são essenciais em muitos momentos da utilização do veículo. Por isso, precisam de inspeções regulares para garantir a segurança e não gerar acidentes e multas para quem dirige.

Direção

O volante travar ou trepidar (vibrar) estão entre os problemas mecânicos mais comuns quando o assunto é direção. Eles ocorrem principalmente em alta velocidade, curvas e momentos de frenagem.

E quem pensa que essas falhas podem estar relacionadas somente com o volante, se engana, viu? Os pneus podem ser o motivo.

Conferir a regulagem do volante e a situação da direção hidráulica é importante. Além de manter a manutenção em dia, principalmente monitorando a pressão dos pneus e a mantendo de acordo com a recomendação do fabricante.

Como descobrir a causa das falhas mecânicas do veículo da frota?

A resposta para essa pergunta é muito simples: programando revisões.

Através de um cronograma de inspeções, um profissional pode avaliar o estado geral do caminhão, diagnosticar pequenas falhas e fazer consertos imediatos.

Sabemos que os menores problemas do veículo, quando deixados de lado, acumulam e se tornam uma grande dor de cabeça. E com gastos muito maiores!

Além de consertar problemas já presentes, com as informações coletadas também evitam o aparecimento de falhas mecânicas, garantindo viagens mais tranquilas e seguras.

Isso porque a revisão possibilita o armazenamento de dados do caminhão que vão auxiliar no agendamento de manutenções futuras de acordo com o estado atual das peças avaliadas pelo mecânico.

Estou cometendo algum erro?

Pode ser que sim. Você comete erros quando:

  • Não possui um cronograma de revisões para a avaliação do veículo e das peças, a fim de evitar falhas mecânicas.
  • Não contrata profissionais especializados ou possui uma equipe pouco qualificada para lidar com os caminhões.
  • Compra peças de baixa qualidade, procedência duvidosa e/ou sem garantia.
  • Esquece de contratar ou renovar o seguro dos veículos.
  • Realiza uma gestão de frotas pouco organizada e não possui nenhum tipo de controle da situação dos caminhões da frota.

Agora, vamos a um último tópico, bem importante:

O que fazer para ter uma análise de falhas mecânicas?

Já explicamos que a manutenção preventiva feita através de um cronograma de revisões é a melhor maneira de diagnosticar e evitar falhas mecânicas. Agora, como colocar isso em prática em uma frota?

Pensando na dificuldade de manter um grande número de caminhões com a manutenção em dia, a transportadora pode utilizar o checklist como forma de registrar e acompanhar as informações de cada veículo.

Em resumo, o checklist eletrônico armazena individualmente as condições externas, internas, elétricas e de segurança de um caminhão, garantindo que tudo esteja funcionando em conformidade.

Além disso, ele é um tipo de verificação diária dos componentes do veículo, que pode ser feita pelo próprio motorista, e em qualquer lugar, mesmo sem conexão com a internet.

Também é simples, e qualquer um consegue aprender a usar, já que é uma ferramenta no próprio celular smartphone que, com alguns cliques, tem sua tarefa diária concluída com sucesso.

Quer conhecer mais sobre o checklist eletrônico na rotina de manutenção preventiva? Então assista ao nosso vídeo demonstrativo no YouTube agora mesmo:

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.