O futuro da sua frota: evite a perda de veículos pesados

pare de perder veículos pesados

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A perda de veículos pesados e depreciação são inevitáveis. Porém, podem ser evitadas com o conhecimento que você vai adquirir aqui.

A utilização do veículo faz com que ele se torne mais suscetível a danos e falhas. Por isso, é tão importante acompanhar os dados de cada veículo da frota. Na verdade, naturalmente, quanto mais velho for o veículo, menor será seu valor.

Contudo, é possível ainda receber um bom valor por ele caso esteja em excelentes condições de uso.

Isso porque os cuidados reduzem acidentes e perda de veículos por diversos motivos, principalmente por falhas mecânicas.

Além disso, esse controle gera uma redução de custos com combustível, aumenta a confiabilidade de clientes e parceiros na sua frota e reduz a necessidade de substituir veículos “antes da hora”.

Perda de veículos pesados: por que isso acontece?

A falta de manutenção é um dos principais motivos. Se você não acompanha as condições do veículo, está correndo grandes riscos. Como quebra de veículo, acidente em estrada, recebimento de multa de trânsito e apreensão do veículo.

Falando de acidentes, há dados da Polícia Rodoviária Federal mostrando que, entre 2017 e 2019, em torno de 12 mil dos ocorridos foram por defeitos mecânicos.

Sejam veículos pesados ou leves, a manutenção se faz igualmente necessária. 

O GUIA DA
GESTÃO DE FROTAS

Qual a idade média dos veículos pesados?

No Brasil, estima-se que a idade média das frotas seja de 9 a 11 anos. 

Não é novidade nenhuma dizer que quanto mais velho o veículo, maior a necessidade de inspeção.

Chega um ponto em que vale mais a pena comprar um caminhão novo do que manter os custos de manutenção preventiva e corretiva.

Como saber a hora certa de renovar a frota?

Quando os gastos com manutenção ultrapassam 20% do valor do veículo, é hora de renovar a sua frota.

Além disso, se for notada uma diminuição na produtividade das operações de transporte, é hora de conferir o veículo em questão e entender o que está errado nele.

O que devo saber sobre depreciação de veículos?

Depreciação de veículo é a desvalorização do mesmo. Ou seja, a perda de valor que ele sofre ao longo do tempo, seja pelo surgimento de novos modelos ou pelo uso e desgaste do veículo.

E como prevenir os veículos de perderem muito valor? Algumas dicas básicas e que você talvez já saiba serem cuidados essenciais:

  • praticar uma direção defensiva e econômica, investindo nos treinamentos e capacitações para motoristas;
  • cuidar dos pneus da frota, mantendo calibrados, fazendo rodízios, recapando e descartando conforme necessário;
  • manter veículo e pneus limpos;
  • seguir recomendações das montadoras e/ou fornecedoras para manutenção dos veículos e seus componentes.

Mas, mais importante de tudo, para evitar a depreciação acelerada dos veículos pesados, uma coisa é certa: as revisões são indispensáveis. 

Plano de manutenção preventiva de caminhões

O plano de manutenção deve existir. Sem dúvida alguma!

O que inclui esse plano?

Basicamente, é um cronograma para realizar a verificação de veículos. Ou seja, você terá uma lista de itens para serem analisados no veículo, desde os pneus até as lâmpadas internas. 

Através dele, você deve registrar as datas de verificação de cada item, o que precisou de reparos, quais peças foram substituídas, quanto tempo o veículo ficou inativo para conserto, e assim por diante.

Todo esse controle é benéfico para dois casos:

1) Para você prolongar a utilização dos veículos e planejar a renovação da frota com um prazo maior.

2) Pensando em evitar a depreciação dos veículos e conseguir um melhor valor de venda quando for a hora de renovar a sua frota. 

Sabe a melhor maneira de ter dados confiáveis para ter proveito desses benefícios?

Tenha um controle mais eficiente

Para isso, conte com a ajuda de tecnologias para frotas.

Por meio delas, você gerencia toda a sua operação enquanto cria uma base de dados, sendo possível acompanhar o histórico de problemas e indicadores de produtividade.

Por exemplo, com o Prolog, você usa o checklist eletrônico para verificar itens como faróis, óleo do motor, funcionamento de setas, etc. Afinal, cada detalhe é importante até para prevenir acidentes em estradas, entre outros problemas.

Enquanto isso, também utiliza o sistema de gestão de pneus para verificar o estado e necessidade de serviços nos mesmos.

Converse com um de nossos consultores!

Economize mais aumentando a vida útil dos pneus de sua frota.

Entenda como a solução de Gestão de Pneus do Prolog faz isso por você.

Aproveite e leia também

pare de perder veículos pesados

O futuro da sua frota: evite a perda de veículos pesados

A perda de veículos pesados e depreciação são inevitáveis. Porém, podem ser evitadas com o conhecimento que você vai adquirir…

Read Story
Entenda como lidar com a gestão de multas de trânsito na sua frota.

O que todo gestor de operações deveria saber sobre multas

As multas fazem parte do cotidiano das transportadoras, mas elas podem ser evitadas com algumas medidas preventivas e treinamentos. Quer…

Read Story
O seu checklist de veículos completo com o Prolog App.

Como montar o melhor checklist de veículos para a frota

Previna falhas mecânicas, economize combustível, reduza o tempo ocioso de veículos e muito mais. Tudo isso com um simples procedimento:…

Read Story
Arrow-up