Descubra o quanto sua operação está deixando de economizar todos os meses através da calculadora do Prolog.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

O que causa o desgaste prematuro dos pneus?

O desgaste prematuro dos pneus está relacionado a diversos fatores, desde o estilo de condução até a aderência dos pneus. Venha entender!
Entenda por que acontece o desgaste prematuro dos pneus.

O desgaste prematuro de pneus é um acontecimento comum na frota e sua causa está relacionada a vários motivos.

Dentre os principais, está a negligência da gestão de pneus nas operações de transporte, geralmente deixada de lado pelos colaboradores e gestores não terem noção do tamanho de sua importância.

Muitas vezes, os motoristas acabam sendo os responsáveis pela menor vida útil do ativo.

Isto porque a direção sem cautela prejudica a borracha da banda de rodagem e sua estrutura interna, gerando riscos de continuar usando a peça e impossibilitando que ele seja reaproveitado no processo de recapagem.

Os pneus, tanto quanto outros itens, exigem atenção para manter a segurança,  produtividade e economia na frota. Neste post, entenda:

O que é o desgaste prematuro dos pneus?

O desgaste prematuro dos pneus é quando o pneu perde as características de aderência e resistência da borracha da banda de rodagem muito rápido, antes do tempo em que deveria acontecer.

Ou seja, quando a profundidade dos sulcos do pneu é reduzida em pouco tempo, podemos chamar o desgaste de “prematuro” ou “antecipado”.

Esse acontecimento está diretamente ligado à falta de informação e descuido por parte da gestão. No entanto, fatores como a condição do solo, estilo de direção, período de chuvas e alinhamento também afetam a durabilidade dos pneus.

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Quais são as causas do desgaste prematuro dos pneus?

Tratando-se de pneus que são instalados em veículos com muita potência e que atingem alta velocidade, é normal que o desgaste aconteça mais rápido. Afinal, é uma consequência física natural de um pneu que oferece maior aderência.

Mas, nos casos em que o desgaste é prematuro, os motivos incluem:

Direção agressiva

A execução de manobras em alta velocidade, por exemplo, ou quando o motorista deseja obter aceleração máxima para ultrapassagem de veículos em rodovias, os pneus são afetados porque transferem toda a energia usada ao solo e sofrem com o calor excessivo gerado neste momento.

É uma prática bastante comum entre os condutores e que acaba por danificar os pneus, além de gerar outros problemas no caminhão.

Geometria veicular e manutenção preventiva

A manutenção preventiva inspeciona o veículo e pode identificar fatores que interferem na durabilidade dos pneus. A manutenção de amortecedores, molas, freios e rolamentos, entre outros, são itens que, se fora de conformidade, contribuem para gerar o desgaste prematuro do pneu.

Mais do que isso, pneus com desgaste diferente no mesmo eixo podem surgir devido à falta da geometria veicular.

Isto é, a parte da manutenção preventiva responsável pelo alinhamento da suspensão do veículo, que liga as quatro rodas em formato de retângulo, e pelo balanceamento das rodas.

Falta da gestão de pneus

Pneu com desgaste irregular e excessivo pode se tornar comum quando não se tem monitoramento e manutenção necessária. A longo prazo, isso acaba por causar a perda de desempenho, direção pesada e aumento do uso de combustível.

Portanto, o acompanhamento da pressão dos pneus e, principalmente, do desgaste dos sulcos, deve ser parte de uma rotina da frota.

Pneu por tipo de piso e severidade

Cada pneu é desenvolvido para um tipo específico de solo, como os fabricados para desempenho em asfalto, os produzidos para ter equilíbrio de desempenho em vias pavimentadas e não pavimentadas, e os feitos para ter máximo desempenho em terra, lama e pedras.

Para descobrir qual pneu você deve comprar e instalar nos veículos da frota, a identificação é fácil. Primeiro, os pneus convencionais (de veículos leves ou de carga), podem ser encontrados pela classificação de severidade

  • Baixa severidade: pneus de sulcos menos profundos, bom para trajetos rodoviários.
  • Média severidade: pneus de sulcos médios, bom para trajetos que misturam rodovias e estradas urbanas.
  • Alta severidade: pneus de sulcos mais profundos, melhor para trajetos urbanos.

Você também pode encontrar os pneus:

  • Off-road: rodam em estradas de terra, lama e com muitos detritos.
  • Misto: para rodar em trajetos que equilibram asfalto e estradas de terra.

Nível de aderência

A aderência dos pneus varia de acordo com a construção dos pneus.

Uma aderência baixa roda mais leve e com menos esforço, mas aumenta os riscos de derrapagem nas estradas. Enquanto isso, uma aderência alta dá maior resistência de movimento ao veículo, mas pode aumentar o consumo de combustível.

O que você deve lembrar é:

Não existe uma única aderência ideal que você deve optar na compra dos pneus da sua frota. Na verdade, você precisa realizar o controle de pneus, coletando e analisando os dados para identificar quais os tipos de pneu que tiveram melhor desempenho na operação — assim, tornando as suas aquisições mais inteligentes e econômicas.

Você pode, inclusive, notar que diferentes rotas e veículos possuem diferentes modelos de pneus que performam com mais eficiência.

Tipo de veículo

A quilometragem de um pneu é o que caracteriza seu desgaste. Quando certos veículos são equipados com motores de alto torque e transmissão automática, aumentam as chances de os pneus terem um desgaste prematuro.

Além disso, cada tipo de veículo possui pesos e características diferentes, que influenciam no desempenho do pneu.

Calibragem

Calibrar os pneus com frequência ajuda não só no aumento do desempenho, mas também na economia de combustível e segurança do transporte.

O indicado é que o motorista faça a calibragem semanalmente, mas essa frequência pode variar conforme constância de uso do veículo e temperatura ambiente — geralmente, em dias mais quentes, a perda de pressão é maior.

Entre outras consequências, como o risco de aquaplanagem e estouro do pneu, o desgaste prematuro acontece pela calibragem incorreta dos ativos.

Inspeção de pneu

É através da inspeção que se descobre se o desgaste do pneu já chegou ao indicador de 1,6 mm.

Quando a marcação do TWI é atingida, significa que está na hora de trocar, e talvez até descartar, este pneu.

É válido lembrar que nem sempre os pneus de um veículo se desgastam ao mesmo tempo e você precisa sempre medir os sulcos a fim de entender quais são as ações necessárias para evitar o desgaste prematuro dos pneus.

Agora que você entendeu todas as causas de um desgaste acelerado dos pneus, conheça também a principal solução para a sua frota: 

Os 4 passos para uma gestão de pneus mais simples, organizada e eficiente.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.