Manutenção preditiva: um guia prático para a sua frota

Saiba quais são os benefícios de aplicar a manutenção preditiva nas operações de transporte e como começar na sua empresa.
A manutenção preditiva ajuda a antecipar e planejar os serviços da frota.

Com o avanço das tecnologias logísticas, a manutenção preditiva passa a ser uma realidade nas operações de transporte.

Trata-se de um dos tipos de manutenção que traz maior durabilidade dos veículos, mas que também cria uma base de conhecimentos para a frota.

Com os dados coletados através dela, cálculos de disponibilidade, confiabilidade e previsão de troca dos veículos são realizados com clareza e precisão. Veja a seguir:

O que é manutenção preditiva?

É um tipo de manutenção para frotas que faz a previsão de falha de um veículo ou de seus componentes. Ela acontece pelo acompanhamento de vibrações e temperatura do veículo, por meio de tecnologias, buscando a antecipação de um problema através da identificação de alterações em alguns desses itens.

É comum confundir esse modelo com a manutenção preventiva. A diferença está no modo de avaliar o veículo:

  • Na preventiva, a inspeção é realizada pelo motorista a partir de um checklist de veículos e os serviços são realizados sempre que atingir uma determinada quilometragem rodada.
  • Na preditiva, apenas tecnologias, como tags, sensores de vibração e ultrassons, são utilizados.

Um dos objetivos conhecidos da manutenção preditiva é reduzir os serviços realizados, assim como ter menores custos com mão de obra e compra de peças.

KIT
Checklist: Modelos + Manual

Comece a aplicar o checklist agora em sua operação

Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Para que serve a manutenção preditiva?

Determinar reparos com antecedência

Antes de um serviço de reparo ser necessário, pela quebra do veículo ou de um de seus componentes, as tecnologias da manutenção preditiva conseguem identificar a situação e você pode se programar, agendando o trabalho com antecedência.

Além de reduzir os danos no veículo, é uma ação que aumenta a segurança da frota, pois evita que o veículo saia para rotas antes de passar pela revisão na oficina.

Maximizar a disponibilidade dos veículos

“Disponibilidade dos veículos” é o termo utilizado para falar sobre a quantidade de veículos disponíveis para utilização nas demandas da sua frota. 

Com a previsão de falhas e serviços antecipados, você maximiza o aproveitamento deles e evita que fiquem indisponíveis. Algo que também poderia causar entregas atrasadas e uma baixa produtividade da operação.

Calcular o nível de confiabilidade dos veículos

A confiabilidade de um veículo representa o quanto ele tem a capacidade de desempenhar sua função em um determinado intervalo de tempo. 

Nas frotas, o veículo serve para o transporte de cargas e mercadorias entre diferentes pontos. Para entender a confiabilidade de um modelo e marca, é preciso considerar o tempo que estará em funcionamento, sua taxa de falhas e seu tempo médio entre falhas.

Registrando os dados da manutenção preditiva nas frotas todas essas informações estarão em mãos para você calcular e entender se os veículos estão, de fato, aptos a realizar as viagens esperadas.

Entender o ciclo de vida dos veículos da frota

O ciclo de vida do veículo começa quando ele é adquirido e termina quando ele chega a um estado que já não é mais seguro ou viável de utilizar. É importante entender o tamanho desta duração para que o planejamento de compras de veículos novos seja feito e cumprido.

Além de ter a previsão de falhas com a manutenção preditiva, você também passa a ter as informações necessárias para entender a previsão de troca do veículo. Portanto, confirmando o seu tempo de vida útil — o ciclo de vida.

Como funciona a manutenção preditiva na frota?

Ela tem três etapas: 

1 – Avaliação de temperaturas, óleo, vibrações, etc

Todos esses itens podem indicar a existência de problemas que, por outros meios, não seriam identificados. 

Por exemplo, alterações nos níveis de vibração das rotações de pneus podem mostrar uma falta de alinhamento do veículo ou a existência de um desgaste nos rolamentos, entre outros problemas.

2 – Diagnóstico do problema

Assim como um diagnóstico médico, é o que acontece nessa etapa da manutenção preditiva: o problema é detectado, determinando sua gravidade, origem e solução.

3 – Análise de tendência do problema

Por último, é realizada a análise de tendência de acontecimento do problema. Isso pode ser feito através do indicador de manutenção “MTBF”, o tempo médio entre falhas. 

Dessa forma, o planejamento de manutenção e serviços preventivos é mais eficiente, acontecendo apenas quando necessário e reduzindo os custos da frota.

Por que é importante fazer a manutenção preditiva?

Menos tempo utilizado em serviços de manutenção

Ter a previsão de falhas previne que o veículo quebre ou fique mais tempo parado para ser corrigido. 

Mesmo com a manutenção preventiva, que reduz bastante os serviços de correções, alguns serviços são realizados conforme o registro de quilometragem e podem nem ser necessários naquele momento.

Por isso, a manutenção preditiva traz esse benefício: reduzir o tempo na oficina.

Menores custos com peças e reposição de estoque

Se menos serviços de manutenção são necessários, menos peças e itens do estoque serão utilizados. Pelo menos, serão utilizados de maneira mais adequada e evitando desperdícios. 

Além disso, com a previsão de tempo entre falhas, você também pode usar a informação para fazer a previsão de demanda das peças, comprando-as apenas quando necessário e sem perder recursos pelo vencimento de um produto, por exemplo.

No fim das contas, são ações que levam aos menores custos nesse aspecto.

Aumento na durabilidade dos veículos

Evitando que as falhas aconteçam, menos serviços de manutenção corretiva são necessários e isso mantém suas características de fábrica por mais tempo. Algo que aumenta a vida útil do veículo.

Quando escolher a manutenção preditiva?

Quando tiver recursos disponíveis para realizar a implementação, deve considerar incluir esse tipo de manutenção na sua frota. Embora não precise acontecer de maneira exclusiva, é interessante possuir os recursos necessários para inspecionar os veículos através dela. 

Um dos indicativos para começar a utilizar a manutenção preditiva é quando alguns veículos da frota começam a apresentar problemas com muita frequência, sem estarem correlacionados. 

As medições de vibrações e até de ruídos sonoros darão um diagnóstico mais preciso sobre o porque os problemas estão acontecendo, descobrindo sua origem efetivamente.

Como implementar a manutenção preditiva na frota?

Comece aos poucos e siga esses três passos:

1 -Identifique os veículos com problemas em níveis mais críticos

Esses são os que geram mais custos à operação e podem se beneficiar mais do processo de manutenção preditiva. Isso porque evitará os problemas e dará as informações necessárias para identificar porque acontece.

Quanto antes chegar ao centro do problema, mais rápido e com mais efetividade será resolvido e prevenido nos demais veículos. Além disso, irá reduzir o tempo de ociosidade da sua frota.

2 – Entenda qual tipo de monitoramento o veículo precisa

Os níveis de criticidade alta e média são os que você deve priorizar para aplicar a manutenção preditiva. Porém, você também deve identificar qual dos monitoramentos será mais bem aproveitado: vibração, temperatura, óleo, teste de bateria, e assim por diante.

Use a lógica de onde está o problema aparente. Por exemplo: se for nos pneus, testes de vibração podem ser a melhor alternativa, já que a vibração do veículo é impacto direto da rotação dos pneus. 

Conforme avaliar os resultados, terá um melhor entendimento dos próximos passos também.

3 – Avalie os resultados 

Determine metas e métricas de antemão para acompanhar os resultados da sua implementação. Alguns dos mais comuns são a redução de manutenções corretivas ou redução de custos com manutenção no geral.

A partir dessas determinações, você encontra quais os indicadores de manutenção que precisa analisar e o que medir e calcular para alcançar os resultados desejados.

Saiba como fazer uma gestão de manutenção completa e eficiente em nosso Guia da gestão de manutenção para gestores de frota.

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e receba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.