preciso do caminhão elétrico na minha frota?

Revolucionando o transporte de cargas? Conheça tudo sobre o caminhão elétrico

Luiz Felipe
Luiz Felipe

Que tal preparar a sua transportadora para ser ainda melhor no próximo ano? Comece aprendendo sobre o caminhão elétrico! Ele promete diminuir custos e tornar a sua frota mais sustentável, mas ainda tem muito mais.

Apesar de aqui no Brasil ainda ser uma grande novidade, já tem caminhões elétricos em teste e, inclusive, a Volkswagen desenvolveu um modelo de caminhão elétrico totalmente brasileiro.

Enquanto isso, na Europa, o caminhão elétrico é uma realidade e está se tornando, em diversas regiões, o principal veículo para transporte de cargas. Isso acontece muito em função das leis mais rígidas em relação à redução de impacto ambiental.

Aliás, esse veículo surgiu realmente como uma solução e resposta às regras de emissões de poluentes.

A verdade é que ele pode demorar a ser utilizado em grande escala devido ao valor de aquisição. Hoje, ele custa muito mais do que um caminhão tradicional, à diesel. Porém, por outro lado, o custo operacional pode chegar a ser até 65% menor.

De acordo com alguns especialistas na área de logística, o ROI (retorno sobre investimento) acontece em até 6 anos. Mas, como funciona esse caminhão? Ele é realmente melhor? Vale a pena investir?

Toda vez que surge uma novidade, as perguntas e dúvidas chegam junto com toda a força, né? Para começar, vamos responder:

Como funciona o caminhão elétrico?

Diferente dos modelos tradicionais e usados em todo o mundo, o caminhão elétrico funciona, é claro, na base de energia elétrica, fornecida por baterias. Essas que são confeccionadas em lítio e podem durar, dependendo do modelo, até 3 horas para recarregar.

Apesar disso, alguns modelos de caminhão usam o atrito dos freios e a redução de velocidade como fonte de produção de energia para dar uma carga extra às baterias. Tornando o reaproveitamento de energia uma característica forte desse veículo.

O carregamento pode ser feito com energia elétrica, plugando o veículo na tomada em postos de carregamento, ou por meio de energias limpas, como a eólica e a solar. A disponibilidade também vai depender do modelo adquirido pela empresa.

É importante mencionar que outros elementos que precisam de bateria, com ar condicionado e faróis, têm bateria separada.

Quais são os modelos disponíveis no mercado?

Um dos primeiros modelos, da Renault Trucks, surgiu em 2009 e, desde então, esse mercado apenas cresce. Hoje, podemos encontrar modelos variados e de diversas empresas da indústria automobilística, incluindo:

  • Tesla Semi (Tesla);
  • Urban eTruck (Mercedes Benz);
  • FL Eletric (Volvo);
  • ET-ONE (Thor Trucks);
  • T-POD (Einride);
  • e-Delivery (Volkswagen).

Como mencionado anteriormente, o e-Delivery é o primeiro modelo produzido no Brasil, pela Volkswagen. Ele está ganhando bastante atenção por conta do relacionamento com a Ambev, uma reconhecida empresa de bebidas.

Claramente, cada modelo tem suas próprias características. Contudo, de modo geral, eles são parecidos na questão de autonomia. Ou seja, para a maioria dos modelos, essa ainda é pouca, o que mais rende faz apenas 250 km por carga.

Powered by Rock Convert

Assim, pensando em um cenário brasileiro, onde os postos de abastecimento para esse tipo de veículo são poucos, é difícil pensar em quando esse veículos passarão a dominar as frotas de transporte de cargas.

A Ambev está revolucionando o transporte de cargas?

Essa empresa, que já tem seu próprio sistema de transportes, está investindo na implementação de caminhão elétrico desde 2018. A princípio, vem sendo feito testes com essa máquina apenas em São Paulo, mas os resultados têm sido positivos.

Por esse motivo, a empresa decidiu aumentar o investimento nesses caminhões e fez uma compra de novos 100 caminhões elétricos do modelo e-Delivery. Ainda mais, o plano é que, até 2023, a companhia tenha 1600 desses veículos!

E como a empresa pretende fazer operações de transporte considerando a falta de postos para recarga?

Então, aqui está outra grande novidade:

A Ambev está investindo na implementação de usinas solares em seus centros de distribuição em todo o Brasil. Assim, os veículos da frota de caminhões elétricos farão as paradas tanto para deixar ou pegar mercadorias e, também, para recarregar as máquinas.

E aqui vai uma informação bônus: para esses 100 novos caminhões, está previsto uma redução de 1.540 toneladas de CO2 na atmosfera e uma economia de 583 mil litros de diesel.

Quais as vantagens e desvantagens do caminhão elétrico?

Aqui está o momento de entender se vale a pena investir nos caminhões elétricos. Será? Os prós e contras com certeza vão ajudar a tomar uma decisão. Para começar, quais são as vantagens e benefícios do caminhão elétrico?

  • O funcionamento do motor é mais simples;
  • os custos de manutenção são menores (não precisa de arrefecimento a água e lubrificação com óleo);
  • o freio motor é mais forte (as lonas de freio diminuem);
  • tem maior benefício ecológico;
  • veículo é mais confortável;
  • caminhão é mais silencioso;
  • sofre menos vibração na viagem;
  • faz uso de energias limpas;
  • baixo custo de abastecimento;
  • tem mais integração com outras tecnologias;
  • os motores têm alta eficiência.

Apesar de ter diversos pontos positivos, existe uma preocupação sobre o consumo de energia elétrica. É bastante compreensível, mas, de acordo com a VWCO, a energia para recarregar as máquinas será eólica, solar e, como já falado, parte dela virá da “rodagem” do próprio veículo. Basta escolher os veículos da sua frota com muita pesquisa e sabedoria.

Tendo isso em mente, quais são as desvantagens que você precisa considerar antes de comprar um caminhão elétrico?

  • Valor inicial do veículo é maior que de caminhões convencionais;
  • muitas peças individuais vão depender do valor do dólar e custos de tributação;
  • pontos de recarga no Brasil são escassos.

Qual a previsão para essa novidade no Brasil?

No Brasil, já estão circulando alguns modelos de caminhão elétrico, porém, apenas dentro de vias urbanas, já que a autonomia não os permite ir muito longe. Essa é uma realidade que, aos poucos, irá mudar.

Temos como exemplo a própria Ambev, que está investindo não apenas nos caminhões, mas nos centros de distribuição otimizados para carregar os veículos da frota.

Apesar de não sabermos ainda quando esses veículos irão se popularizar no país inteiro, você deve estar sempre procurando informações e ligado nas notícias. Assim, já se preparando para atualizar a sua frota e, claro, ficar um passo a frente dos concorrentes.

Além do caminhão elétrico, diversas tecnologias já estão disponíveis para tornar sua gestão de frota mais produtiva e eficiente! Que tal entender mais sobre o assunto? Leia nosso post:

O QUE A TECNOLOGIA LOGÍSTICA VAI FAZER POR VOCÊ 

Powered by Rock Convert

0 Comments

Deixe uma resposta

More great articles

Como usar a tecnologia na gestão de transporte de cargas

Principais tecnologias na gestão de transporte de cargas (quais são e para que servem)

A tecnologia na gestão de transporte de cargas é uma inovação que vêm ganhando visibilidade e reconhecimento nos últimos anos.…

Read Story

4 motivos para usar a tecnologia na gestão de pneus da sua operação.

A evolução da tecnologia tem trazido benefícios para o cotidiano de muitas atividades nos dias atuais. O uso da tecnologia…

Read Story

Gestão de pneus: benefícios da aferição de pneus com o uso de tecnologia

Aferir frequentemente os pneus já é uma atividade conhecida por equipes de gestão de frotas. Os gestores, e os próprios…

Read Story

Never miss a minute

Get great content to your inbox every week. No spam.
[contact-form-7 404 "Not Found"]
Arrow-up
Translate »