Como controlar o consumo de combustível da frota.

Qual a melhor maneira de economizar no consumo de combustível da frota?

Luiz Felipe
Luiz Felipe

A redução de custos é importante em uma gestão de frota, mas como controlar o consumo de combustível? Com algumas ações simples, é possível cortar gastos excessivos nesta área do controle de frotas.

Você sabia que o simples ato de fornecer treinamento aos motoristas já pode reduzir o consumo de combustível em até 10%? É impressionante que algo tão subestimado tenha resultados tão positivos. Mas essa é exatamente a essência da gestão de combustível de uma frota de caminhões.

Se o gestor já realiza um controle rígido dos custos da empresa com a frota de transportes, você já tem o caminho para encontrar os problemas e soluções em relação ao consumo de combustível.

Para entender melhor o que causa um gasto excessivo na hora de colocar as contas na ponta do lápis, continue lendo.

Por que ocorre um gasto excessivo?

Basicamente, o gasto em excesso acontece quando o veículo precisa fazer mais força do que o necessário para continuar em movimento. Ou seja, fatores como excesso de carga influenciam muito na conta de combustível utilizado.

Além disso, cuidados com os pneus não devem nunca ser negligenciados. Manter a pressão e calibragem corretas ajudam tanto a aumentar a vida útil dos pneus como, também, diminuir o gasto com combustível.

Vale mencionar que, se está acontecendo um gasto maior do que esperado no consumo de combustível, pode ser que algo esteja influenciando o orçamento da frota como um geral. Isto é, uma análise de custos deve ser feita para conferir todos os gastos mensais da empresa.

Como fazer uma redução de gastos (e do consumo de combustível)

Os custos de uma operação abrangem diversos elementos. Dentre os principais estão manutenção, motoristas e combustível. Porém, a conta vai muito além disso incluindo, por exemplo, a troca de peças, multas e pedágios.

Para fazer uma redução correta, eficiente e que não vai afetar o funcionamento e produtividade da frota, é preciso fazer um levantamento de todos os gastos. A partir disso, será possível fazer um diagnóstico que torne claro o que pode ser  deixado de lado e o que é absolutamente essencial.

8 dicas para economizar no consumo de combustível

Calibragem dos pneus

Cada veículo tem um manual do proprietário indicando todas as melhores práticas para que o automóvel atue toda a sua vida útil. Uma das informações contidas nele é a pressão recomendada para os pneus. 

Pneus murchos trabalham como se o motorista dirigisse com o pé no freio. Isso significa que eles gastam até 25% a mais de combustível do que veículos com a calibragem correta. 

Por serem veículos tão pesados, o ideal é que a pressão seja checada, no mínimo, a cada 15 dias. Dessa maneira, aproveitando melhor os pneus e adiando a troca deles ao mesmo tempo em que reduz o consumo de combustível.

Troca de filtros e lubrificantes

Assim como os pneus, o óleo do motor deve ser conferido com certa regularidade — pelo menos uma vez por semana. Igualmente, lubrificantes e filtro devem ser substituídos nos prazos certos. Todos, inclusive, que são indicados no mesmo manual do proprietário.

Na realidade, todas essas funções estão relacionadas à uma questão maior e bastante importante:

Revisão e manutenção preventiva

A manutenção preventiva é o que garante o bom funcionamento dos caminhões de uma frota. Ela ajuda a antecipar problemas e evitar prejuízos maiores ao longo do tempo identificando peças e fatores que poderiam afetar uma operação de transporte. Por isso, lembre-se que:

O cronograma de manutenção e revisão deve ser mantido à risca!

Qualquer problema ou falha que ocorre em um veículo pode levar à gastos muito maiores e, até, veículos parados por tempo indeterminado — afetando completamente o calendário de entregas.

Além de que, pequenos defeitos podem acarretar em um gasto excessivo com combustível. Dessa maneira, o checklist de manutenção é essencial para garantir que a troca de filtro, óleo e lubrificantes estejam sempre em dia.

Powered by Rock Convert

Catalisador e escapamento

O catalisador é a parte do caminhão responsável por converter gases tóxicos em água, gás carbônico e nitrogênio. Se não estiver funcionando corretamente, ele aumenta o consumo de combustível.

Da mesma maneira, a temperatura do veículo aumenta caso haja imperfeições no sistema interno do catalisador e de escape. Consequentemente, aumentando o gasto de combustível.

Assim, o ideal é que estes itens sejam, também, verificados com regularidade nas manutenções preventivas. 

Qualidade do combustível

Muitas empresas transportadoras já têm parcerias e convênio com postos de gasolina. Contudo, ainda há muitas que estão sempre buscando os menores preços, independente da “marca”. É preciso tomar cuidado com esse tipo de conduta.

Afinal, é muito comum encontrar combustível “batizado”. Ou seja, misturado em água, álcool ou solvente para aumentar o volume do produto. Desse modo, comprometendo a qualidade final do produto.

Faça uma averiguação dos postos para garantir que eles sejam validados e certificados pela ANP (Agência Nacional de Petróleo). Essa é a melhor maneira de garantir que o motor do veículo não será danificado pela mistura de componentes na hora do abastecimento.

Treino de motoristas

A maneira como os motoristas lidam com a direção do volante tem relação direta com o gasto de combustível. Isso quer dizer que maus hábitos como acelerações desnecessárias ou pisadas bruscas nos freios levam a um maior consumo de combustível — além de causar danos ao veículo com maior facilidade.

Por esse motivo, é interessante investir em treinamento de condutores de tempos em tempos. Ainda mais para casos específicos que podem ocorrer em uma viagem, como dias de chuva e temporal. Os motoristas devem ser instruídos à boas práticas.

Por exemplo, quando estiverem dirigindo até 60km/h, o uso do ar-condicionado não vale a pena — pois aumentam em alta quantidade o consumo de combustível. Algumas pequenos orientações como essa podem diminuir até 10% do consumo geral de um veículo.

Adicionalmente, a boa prática no volante também ajuda a evitar multas — importante para a redução de gastos generalizada da empresa.

Planejamento de rotas

Planejar a rota é bom para controlar o consumo de combustível e providenciar entregas mais rápidas. Em outras palavras: uma parte crucial da operação de transporte.

O que acontece em muitos planejamentos é que o gestor esquece de considerar detalhes importantes como:

  • a quantidade de semáforos no caminho;
  • os horários de saída da carga;
  • a possibilidade de engarrafamento;
  • as vias urbanas;
  • etc.

Hoje em dia, vários aplicativos (como Google Maps e Waze) podem ajudar nesse planejamento visto que eles já consideram os fatores mencionados e, ainda mais, se o caminhão pode ou não passar em determinadas vias. Principalmente em grandes centros, é comum encontrar estradas que fecham a passagem de grandes veículos.

Evitar excesso de carga

São duas coisas importantes para ter em mente aqui:

estar sujeito à multa e aumentar o consumo de combustível.

O excesso de carga, a cada 40 quilos, aumenta em 2% o consumo. Pode parecer pouca coisa, mas faz uma diferença considerável no total de despesas.

Tendo essas informações, o que você precisa está bastante claro. É necessário evitar que a carga exceda o peso máximo permitido para o tamanho e capacidade de cada veículo.

De modo geral, a Prolog consegue ajudar a organizar melhor sua operação e garantir uma manutenção completa através do Checklist Eletrônico.

Está curioso sobre essa solução? Chama a gente aqui no chat online que responderemos todas as suas dúvidas!

Powered by Rock Convert

0 Comments

Deixe uma resposta

Never miss a minute

Get great content to your inbox every week. No spam.
[contact-form-7 404 "Not Found"]
Arrow-up
Translate »